Academia Brasileira de Futebol

Rodrigo Paiva

Rodrigo Santos Paiva foi um dos primeiros jornalistas a exercer o cargo de assessor de imprensa no meio esportivo. Em 2013 seguia à frente da comunicação da Confederação Brasileira de Futebol.

Formado em jornalismo, Rodrigo buscou especialização em Administração e Marketing Esportivo na Universidade de Nova York. Em sua carreira profissional não passou por jornais, televisão ou rádio, ingressando já no departamento de Relações Públicas do Flamengo. No ano de 1992 passou a atuar especificamente como assessor de imprensa do clube e, em 1995, começou a prestar serviços a Romário.

A partir de então assessorou diversos jogadores como Júnior, Renato Gaúcho e Edmundo até, em 1999, deixar o Rubro-negro afim de trabalhar apenas para o atleta mais famoso do país à época: Ronaldo Fenômeno. Atuou como supervisor da Seleção Master de futebol veterana de Zico.

Em 2002 assumiu a assessoria de imprensa da CBF. Acumulou também a direção do departamento de comunicação do COL (Comitê Organizador Local) quando o Brasil foi escolhido para sediar a Copa do Mundo, mas deixou o posto em maio de 2012. Porém, seguiu na entidade máxima do futebol com contrato até o final do Mundial de 2014.